Amanhã é Outro Dia, Meu Amor.

Mais recentemente, revivo neste poema o fim de uma relação que tive.

Na areia da praia, ouvi e senti, numa noite sem fim
A cada olhar, porque basta um olhar
Afoguei-me em ti e perdi-te assim
Não há salvamento para este nosso mar

Na cama agora há um lugar vazio
Que teimas em preencher
As minhas lágrimas caem em fio
Sim, prefiro nem te ver

Vou levantar-me! 
mesmo que ainda tenha que cair muitas vezes

Vou sorrir!
Porque mereço ser feliz

Vou gritar!
Para me libertar

Vou-me Cansar!
Aí vou-me deitar...
E só aí, mesmo aí... te irei esquecer...


E Amanhã? Amanhã é outro dia, meu amor.

19 Janeiro '09

2 Responses
  1. Daisy Says:

    konfexo k tb me revejo em algumas linhas dexe poema...
    mas é tempo de levantar a cabexa olhar em frente e sorrir =D...
    bjs*


  2. 'S Says:

    Daisy: Nem mais! É essa a ideia que tento transmitir!*