Faz Acontecer Que Eu Faço Valer a Pena


Os meus pés, os meus pés... eu não lhes dou importância nenhuma mas, devia! Assim como o tempo, os pés também não param mas, ao contrário do tempo, os mafiosos de cinco dedos cada um (pelo menos os meus! =P), não tem vontadinha própria e temos de ser nós a pô-los a mexer, a dar-lhes corda! =D Até onde for o pensamento, eles poderão ir e, se o céu for o limite, peço-vos encarecidamente que me deixem fazer o pino xD para poder tocar naquela nuvem, que vai apressada pelo sopro do vento e, sentir a plenitude! =) Pronto... já me estafelei no chão!=P Diriam vocês o ditado popular: "A nuvem passa, mas a chuva fica." e os pés voltam a sentir-se afogados por uma lei fatídica da gravidade que normalmente nos sussurra: "quando a cabeça não tem juizo... os pés é que pagam!" e é bem verdade...! Ultimamente cheguei à conclusão que lhes tenho dado muito descanso ou algumas vezes acomodo-me a colocá-los nos pedais de um carro para chegar a onde desejo ir... LOL Sim, tenho sido uma comodista e... isso não está nada bem e... não faz nada bem! =S Há que caminhar minha gente e... sentir o cansaço e o suor nas plantas dos pés (sem esquecer ou marginalizar os roll-on pf.! hehe), pois todos os desafios desta vida requerem um empenho da nossa parte a todos os níveis mas tem de haver um clique, aquele clique mágico, não do "querer" mas sim do "fazer". Esta era a altura em que os pés se manisfestam: "Faz acontecer, que eu faço valer a pena!" =) E devia dar importancia às minhas mãos que escreveram estas palavras depois de terem entrado em negociações com os meus pés e pago os direitos de autor como manda a lei. Sem elas também nada seria possível. "Impossible? Is Nothing!" =)

2 Responses
  1. GRH Says:

    gostei do blog ;) desculp a invasão


  2. GRH : Fico contente com feedback positivo!;)*